Be Agile, like a Scout-Badger

Um Sprint ou Projeto ágil é o mesmo que uma jornada escoteira, quando em grupos colocamos nossas mochilas nas costas e iniciamos uma caminhada ou trilha de 10 a 25 Kilometros. Todos os princípios ágeis são ali praticados a mais de 105 anos, jovens caminhando com suas próprias pernas, em sinergia, mas sempre contando com um chefe escoteiro se houver algum impedimento.

Em uma jornada escoteira, não adianta querer tirar as coordenadas, azimutes, orientação pelas estrelas e aferir mapa e objetivos somente na largada e pôr-se a correr contra o tempo, pois SE NÃO HOUVER AFERIÇÃO FREQUENTE, A CADA 20 OU 30 PASSOS, GARANTIDO QUE FALHAREMOS!

Se começarmos a 12° Sul-Sudeste, se começarmos a caminhar em meio a mata sem aferir a direção permanentemente, provavel que a cada passo estejamos cada vez mais longe do nosso objetivo, pois ocorrem pequenas mudanças a cada obstáculo ou aclive/declive, que nos faz sair da rota exata …

Pior, se não houver permanentes revisões da rota e registro do que estamos a fazer, não só não atingiremos o objetivo, como pior, não saberemos voltar, pois o mapa e plano inicial foi corrompido pelas dezenas ou centenas de pequenas mudanças ocorridas a cada pedra que contornamos ou aclive mais acentuado.

Preparação = Aprender fazendo

O aprendizado ocorre com trabalho duro, mas prazeroso, sempre perseguindo um novo patamar de conhecimentos, mas intercalando-se com a realização de jogos, brincadeiras, visitas a outros grupos escoteiros e frequente participação em eventos locais, regionais e nacionais. Cada qual por seu livre arbítrio, não tem início e nem fim, este é o nosso dia-a-dia, sempre buscando superação.

No mundo ágil, sugerimos que todos sejamos inquietos, que busquemos sempre novas capacitações, através de palestras, cursos, eventos, games e workshops, seguindo a máxima de Aristóteles, “Nós somos o que repetidamente fazemos. Excelência, assim, não é um ato, mas um hábito”. Não somos robôs, devemos ter aspirações, devemos querer melhorar, inovar, fazer diferente, sermos mais.

Percursos de gilwell

É uma jornada em que os jovens devem planejar um trajeto e mapear a sua caminhada de tal forma, que ao final possam e montem um mapa do local e do percurso, com o maior número de referências como aclives, declives, córregos, cercas, uma árvore em especial, uma vista do vale, etc.

Sprint Zero” – Semanas antes da jornada, cumprimos um checklist e uma série de ações, fechar contato com pessoas do local que nos darão apoio se necessário, identificar referências legais, como hospital e delegacia mais próximas, visitar o local para um reconhecimento e análise de riscos, equipamentos extras, etc.

Planning” – São feitas reuniões para apresentação aos jovens de todo o conjunto de informações levantadas, topologia e condições do terreno, previsão de tempo, etc, para que eles debatam o material que devem levar, individual e comum, montem o menu para aquisição dos ítens e definam responsabilidades.

Dailys” – Uma vez no ponto de partida, usa-se o mapa e bussola para determinar qual o caminho a ser seguido e a cada 20 ou 30 passos, registra-se a coordenada, através de novo posicionamento com a bússola pelo azimute e registro. Desta forma, afere-se permanentemente o caminho percorrido e o objetivo desejado.

Retrospectiva” – Não só nessa, mas em toda atividade escoteira, após conclusão do percurso, há um balanço do que foi realizado, lições aprendidas, riscos e oportunidades, confirmações e contingências. Além disto, a cada mês ou bimestre ocorre uma reunião especial, chamada de “côrte de honra”, onde os jovens debatem e avaliam o sistema, sua patrulha e seus encargos.

Outros Posts relacionados a Agilidade e Escotismo:
Escotismo é para a vida !
Retrospectivas ao Ar Livre
O que buscamos em um Curriculo Vitae
Um ponto de inflexão entre Escotismo e Métodos Ágeis

Um comentário sobre “Be Agile, like a Scout-Badger

  1. Lembrei da minha jornada para obter Liz de Ouro, onde éramos 2 seguindo uma caminho descolnhecido, em um lugar desconhecido, pois estávamos vendados no caminho de ida, possuíamos apenas um mapa e as provisões que calculamos ser necessário.
    Neste ponto contávamos apenas com nossas habilidades que deveriam se usadas da melhor forma possível, devíamos ser ágeis para cumprir o objetivo no tempo previsto, aferições constantes e registros do que víamos no caminho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s