10 sugestões para uma boa entrevista de emprego

Assisti uma palestra de RH que aconselhava: Em entrevistas, nada de Tatuagens aparentes, roupa o mais discreta possível, corte de cabelo e barba feita, falou em tirar piercings, evitar brincos para os homens, cuidar da linguagem e gíria …

Fiquei pensando em 25% da galera do TecnoPUC, profissionais excepcionais, mas de bermuda e sandália, Tatuagens, piercings, sorriso fácil no rosto e certos que conhecimento e grandes feitos não precisam gravata nem pessoas “sérias”.

No tocante a colocação, acredito que o melhor é ter um bom networking e sempre estar ligado em quais as empresas que você tem maior afinidade, mas evite fazer isso só quando desempregado, isso é para ser feito sempre.

A seguir tem 10 dicas para entrevistas, mas acima de tudo seja você mesmo:

1. Faça uma boa pesquisa antes, quanto mais informações melhor, pergunte na sua rede se alguém já trabalhou lá, se trabalha ou conhece alguém que trabalhe, verifique em modo privado qual a opinião da galera e veja quais são os valores praticados. A primeira opção tem que ser um lugar que você curte e irá crescer, te desafiar, aprender, ser feliz … acredite, isso existe;

2. A entrevista tem duas vias, você não está indo lá apenas para ser sabatinado, prepare e faça as suas perguntas, tente entender como funciona a área, organograma, metodologia, ferramental e o máximo possível sobre a equipe, negócio e produtos nos quais irá se envolver. Qual o processo de feedback, se tem ouvidoria, se há um programa de treinamentos e eventos;

3. Sempre tenha um plano, se não é o que procura mas está precisando desse emprego (as vezes acontece né), tem contas a pagar, mesmo assim pesquise e entenda onde está entrando, não seja ingênuo, tenha um plano. Entre consciente do porque não conseguiu algo melhor e trace um plano para evoluir, preencher as lacunas e preparar-se para voltar (melhor) ao mercado;

4. Não minta, seja honesto, mentira tem perna curta e se o entrevistador for mediano você será descartado porque entrou em sucessivos conflitos. Se você é do tipo que sob pressão dá branco ou enrola, leia seu CV e reveja mentalmente sua carreira um dia antes da entrevista para quebrar o gelo … preparar-se é um bom remédio para a ansiedade;

5. CHA – Não esqueça o que o entrevistador quer ouvir, o que está na cabeça do entrevistador é um resumo das características da vaga e a necessidade de extrair de você informações sobre Conhecimento, Habilidades, Atitude e aspectos que demonstrem que sabe aprender e crescer, que tem um cognitivo apurado, que não iria ficar parado, está disposto a aprender e crescer;

6. Não se intimide com o entrevistador, pode ser que o entrevistador faça perguntas fora do previsível ou mesmo sem resposta, isso é para entender suas reações ou seu raciocínio, se algo assim acontecer, seja racional e transparente, mostre que consegue lidar com imprevistos e sob pressão, desenvolva uma resposta com calma, o importante é ter calma, lembre-se, seja você mesmo;

7. Seja positivo, foque na solução e não nos problemas, provável que lhe perguntarão de seus projetos que deram errado, pois fale disto de forma construtivista, todos temos cases de insucesso. É importante mostrar que temos consciência de que as vezes poderíamos ter feito diferente, que aprendemos com isto e que crescemos pessoal e profissionalmente com isso;

8. Você está ali para ficar, saiba dizer o porque está fazendo a entrevista, se possível demonstre que se interessou em conhecer um pouco sobre a empresa, os produtos e a oportunidade em questão. Qual é e como está o mercado, tanto em relação ao cargo quanto ao segmento, isso só diz que você não está só de passagem, você escolheu estar ali porque acredita que é o melhor para ambos.

9. Mostre que é um profissional do século XXI, mostre que tem opinião, auto-controle, dê exemplos de que sabe trabalhar em equipe, que sabe interagir, não fale mal dos outros, não se faça de vítima nem mesmo de herói, foque em seus aprendizados. Mas, lembre-se que você fala com a boca e com o restante do corpo, é preciso ter coerência entre linguagem verbal e não-verbal.

10. Cuidado com sua postura nas redes sociais, não fique surpreso com o óbvio, provavelmente o entrevistador não irá falar, mas pesquisou e irá cruzar o que você fala com o que viu de você nas redes sociais, blog, etc. Evite ser e falar a antítese do que você é nas redes, sempre demonstre um mínimo de dignidade, ética e postura, se isso é difícil, desculpe, mas procure um psicoterapeuta.

Provavelmente irão lhe perguntar onde você quer estar em 2020, mas antes de responder esta pergunta aos outros é muito importante que você reflita e responda a si mesmo, sobretudo o que você já fez e está fazendo a cada semana para chegar lá?

Um bom 2014 a todos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s