Silogismo mais que perfeito: Você é um projeto!

Somos formados por silogismos, desde crianças percebemos o mundo ao nosso redor e inconscientemente analisamos o que nos cerca, repetindo aquilo que gerou algo positivo e evitando as experiências negativas.

Silogismo é uma argumentação lógica perfeita, proposta por Aristóteles, onde a partir de duas proposições chamadas de premissas é possível chegar a uma conclusão lógica.

Ao mesmo tempo, somos seres 100% planejáveis, não significando dizer que somos imutáveis, mas identificados como algo que merece planejamento, com método e objetivos, para se chegar ao melhor resultado possível e desejado.

Planejável é dito de algo passível de se esboçar, preconceber ou projetar, elaborando planos que apontem os meios e propósito para realizar algo, com intenção ou objetivo de valor para alguém.

Sendo assim, pergunto o porque a MAIORIA de nós, não só da TI, mas humanos de todas as profissões não nos planejamos da mesma forma que planejamos projetos nas empresas para quem trabalhamos … será que não valemos a pena?

Pode ser aceitável em profissionais de outras áreas, especialmente aqueles com menos oportunidades e esclarecimento, deixando a vida lhes levar, mas acho inadmissível a aqueles que tem o privilégio do conhecimento para fazê-lo.

  • Tudo o que é planejável é um projeto;
  • Você é planejável;
  • Logo, você é um projeto \o/

Uma carreira, viagem, eventos, família, filhos, eventos, esporte, alimentação, saúde, IR, um blog ou livro, uma tatuagem, tudo isso são projetos. Se interpretarmos planejamento e projetos da forma tradicional, daria um calafrio na espinha, mas projetos ágeis, baseados em ideação, criatividade, colaboração, quase tudo pode ser melhor, gerar mais valor com mínima dedicação a mais.

Se nos darmos ao direito de assim pensar, passaremos a nos dar ao privilégio de sermos mais felizes e menos resmungões, mais focados em valor e menos desperdício, com metas iterativo-incrementais, mitigação de riscos, percepção de oportunidades. Alguns mais formais, a maioria apenas mais racionais para chegar a melhores resultados, com menos improviso.

Estou falando de ter e fazer acontecer nossos sonhos, não desistir deles ou deixar de tê-los porque está difícil, mas trabalhar por eles, como fazemos em projetos nas empresas para as quais trabalhamos, ter metas e desafios, tanto quanto tratamento de riscos, contingências e correções de rumo.

plano e execução

O que fazemos quando algo dá errado em um projeto?

Sempre sou muito sincero e transparente e as vezes sou muito duro com a galera. Não me venham chorar as pitangas, dizer que o mundo é injusto com você, como seu chefe é traiçoeiro, como a empresa é ruim, pois eu vou responder com um mapa SWOT, JOHARI, CHAx5, BMY, entre outros.

Só merece choramingar quem está tentando e por acidentes de percurso terá que recomeçar porque estava no lugar errado na hora errada, mesmo assim será preciso rapidamente se recompôr, sacudir a poeira e recomeçar. Só pode reclamar quem faz acontecer, quem está acomodado ou não sabe como e onde quer ir … fala sério, só pode reclamar de si mesmo, com justiça!

Oportunidade é diferente de vaga de classificados

Oportunidade é o que procuramos quando temos noção do que queremos, assim podemos aproveitar uma vaga no classificado, quer pela grana ou por ser uma ponte ou atalho para nosso destino. Ser planejável é ter uma meta, com objetivos, com opções, se precisar adaptar não quer dizer que abandonaremos o plano, apenas que o ajustaremos tanto quanto necessário para que ele dê certo.

Com frequência recebo currículos, a minha resposta padrão é perguntar o que a pessoa quer, qual seu sonho, onde quer estar daqui a cinco anos. A pergunta seguinte é onde ela mais agrega valor à empresa e a si mesmo. Uma empresa sempre possui vagas, mas transformar uma delas em oportunidade depende dos objetivos de quem vai trabalhar nela.

Reclamar não leva a nada

O mundo possui ciclos curtos de feedback, a cada minuto os recebemos, o problema é que a maioria de nós não os escuta, não replaneja, ainda mais se depender de mudarmos algo em nós, é mais fácil culpar os outros.

Desculpa aí, mas o projeto é seu! Quem tem que monitorar é você, quem tem que criar contingências, desenvolver-se, buscar alternativas, mudar, quem deve fazer por merecer é você. Se você acha que não está bom, pode estar no lugar errado, mas pode ser que só você mesmo acredite que esteja fazendo por merecer …

Saia da zona de conforto, busque novos parceiros de viagem, participe de debates, eventos. Se dê a chance de se redescobrir, a tendência é começar a agregar mais valor onde está, além de abrir novas oportunidades, com o bônus de conhecer pessoas diferentes e outras realidades. Sabe lá né?!?

mafalda 133

23/04/2015 – Post anterior sobre planejamento pessoal e de carreira

Anúncios

8 Respostas para “Silogismo mais que perfeito: Você é um projeto!

  1. Ótimo post Jorge! Quanto mais a gente aprende, mais a gente vê que pouco sabe, e que ainda temos muito a aprender, evoluir. Abraço meu amigo.

    • No escotismo se diz entre os chefes da alcatéia (lobinhos): Somos do mesmo sangue, eu e tu meu irmãozinho. Quer dizer que estamos na mesma estrada e partilhamos dos mesmos valores e objetivos. Vamos em frente!

  2. Muito bom!!Sacode um pouco as poeiras da mente, inquieta e faz pensar sobre o que se quer profissionalmente…compartilhei!

  3. Bom post, Kotick, gostei muito. Há uns dez anos estava em moda coisas como a auto-motivação, e seu post resgata e atualiza o conceito com muita propriedade. Concordo 100% com as suas colocações. Por outro lado, e sem chororô, eu sempre contemplo o outro lado da persistência, a desistência. Você desiste? Quando? (Deixe-me dar o primeiro passo: eu sou defeituoso e tenho dificuldades para desistir. Eu preciso fazer um esforço consciente, focado em evidências concretas para aceitar que a desistência é a única decorrência aceitável. Quando eu não acho essas evidências, eu alegremente persisto.)

    • Oi, legal, acho que tu não é defeituoso, se temos convicção é esperado que haja insistência, mas chega uma hora que temos que escutar nossos parceiros, quer em projetos profissionais ou pessoais, quase sempre não é uma decisão de insistir ou desistir, mas uma negociação, PDCL, … [ ]

  4. tchê audy, a aba com este teu post tá aberta a semanas, começava a ler e parava, lia uma frase e vinha outra demanda… agora ignorei umas demandas e (re)li teu post inteiro… tchê, eu penso muito, tive insights pra muitas coisas e a grande maioria ñ coloquei no papel, inclusive um mapa mental de planejamento da minha pessoa fio até (re)deletado… teu post me (re)motivou a por no papel o planejamento e somar o gerenciamento de projeto da minha pessoa, aplicar em mim o certificado que já tenho, agora vai!!
    valeu a inspiração 🙂

    • Báh, tchê, fico muito contente em saber que fez sentido para ti, eu acredito muito que se usássemos em nós todo o arsenal de conhecimentos que temos e usamos para as empresas, tudo seria mais fácil … 🙂 rsrsrsrsrsrsrs
      [ ] , boa sorte, vamos falando!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s