Elevator Statement ou Elevator Pitch

A galera de startups incubadas ou aceleradas está acostumada a treinamentos de Media Training, onde aprendem e treinam a importância em estar prontos para uma entrevistas, apresentação de sua empresa, produto ou serviço.

O nome “elevator” é uma alusão a um profissional dentro de um elevador, quando entre um andar a outro, entra no elevador um investidor, o Guy Kawasaki, você tem dois minutos para dizer a ele o que você faz, qual o seu produto ou serviço. Em especial porque valeria a pena conhecê-lo melhor, tudo isso antes do Bill (investidor) sair do elevador.

Independente do nosso papel, importante termos na ponta da língua uma frase que explique o que estamos fazendo, que explique o que é o projeto que estamos tocando. Uma frase curta e assertiva, esclarecedora e instigante o suficiente para que queiramos saber mais.

elevator pich - 2

Eu uso muito este conceito como aquecimento antes de iniciar um evento de modelagem e planejamento de produtos ou serviços, colocar a galera para construir colaborativamente um elevator pitch gera um sentimento de pertença que agrega também em senso de equipe responsabilidade.

  • Quem – qual o segmento de mercado ou principal cliente deste produto / projeto?
  • Necessidade – qual o problema ou oportunidade que ele precisa resolver ou aproveitar?
  • Produto – que tipo de produto ou serviço será construído?
  • Categoria – a qual categoria de produtos ou serviços ele pertence?
  • Valor – qual principal ou principais valores gerados para o cliente?
  • Concorrente – se há concorrente, sistema, produto, serviço, …?
  • Diferencial – qual o diferencial que fará o cliente abandonar ou usar o seu, não o concorrente?

É um prazer conversar com alguém que possui as informações claras na cabeça, mas ao contrário do que muitos pensam, não somente quem nasceu com esta habilidade, mas quem treina e esforça-se neste quesito, possuem um bom desempenho neste quesito:

  • Prepare-se, escreva, leia, treine em voz alta – não improvise, seja profissional;
  • Utilize dados reais e corretos – cuidado para não usar dados antigos ou errados;
  • Contextualize longitudinalmente – argumente o porque, o momento atual e para onde vai;
  • Valorize a ideia, não você – não perca tempo falando de você, fale do produto;
  • Fale do macro e deixe ganchos – não entre em detalhes, mas deixe ganchos caso interesse;
  • Seja suscinto, simples e objetivo – não enrole nem tente falar difícil, seja claro e direto;
  • Guarde um tempo para o feedback – não esqueça de pedir feedback, aprenda a cada caso;
  • Pratique, grave e melhore – esforce-se, use a memória motora, visual e auditiva.

Há pouco fiz um post sobre Charetting, o elevator statement é um primo mais velho e mais focado na arte da assertividade, de dizer de forma clara e precisa o que precisa e somente o que precisa ser dito: Quem, o que, porque, diferencial!

É uma espécie de MVP do cha-la-lá que define a sua solução!  🙂

Anúncios

Uma resposta para “Elevator Statement ou Elevator Pitch

  1. Pingback: Que tal Elevator Pitch N x N no próximo Troca de Cartões? | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s