Aprendi uma nova vibe de eventos, o “Pecha Kucha”

Em uma troca de emails do GUMA o Paulo Caroli citou a técnica de apresentação chamada Pecha Kucha e quem me conhece sabe que não descanso enquanto não vou atrás de um novo conceito, leio diferentes textos sobre ele e compartilho para logo em seguida utilizá-lo na prática … odeio estoque de novidades, vamos a prática e aprendizados sobre sua utilização.

Eu sempre abusei do conceito de Lightning Talks (LT) de mini-palestras de 10 ou 15 minutos, tendo ou não mais 5 minutos para perguntas e respostas. Em 2011 criei um conceito auto-organizado de interação inter-equipes chamado Semana de LT e desde então curto e uso muito este conceito.

Lightning Talks são palestras relâmpagos, a Semana de LT é um formato em que colo um cartaz com duas linhas para cada dia, representando slots de 15 minutos para cada uma. Por exemplo, das 13:15 as 13:30 e outra das 13:30 até as 13:45, de forma que qualquer colega de qualquer equipe possa ir e candidatar-se a compartilhar algo que domina.

Tem sempre colegas querendo compartilhar conceitos e experiências em temas interessantes, já vi os mais variados, como BDD, console Knetick, web speed, componentização, versionamento, pair programming, code review com gerrit, também tem quem compartilhe ideias como a tripla hélice, comunidades virtuais e muito mais.

Um formato sensacional é mesclar essas proposições com uma votação, no quadro branco ou virtual, com a galera se candidatando a falar sobre certo assunto e todos com direito a dois ou três votos. Gerando assim nuvens de nomes (votantes) ao redor dos candidatos, para que os mais votados escolham o seu slot e façam sua lightning talk.

Pecha Kucha (ペチャクチャ)

É uma proposta mais formatada, onde todos devem utilizar tempo e estrutura equivalentes a uma apresentação com vinte imagens de vinte segundos cada, totalizando seis minutos e quarenta segundos para cada palestrante, podendo ou não ter algum espaço para perguntas e respostas [20 x 20 = 400 seg].

pechakucha

Uma rápida busca e é possível perceber que a prática se alastrou por todos os continentes, havendo comunidades de Pecha Kucha em Berlin, Sidney, Québec, Tókio, Manila, Cape Town, Frankfurt, Panamá, sempre com o viés de envolvimento de profissionais de diferentes áreas, eventos multi-disciplinares.

Segundo a wikipedia, proposto em 2003 por Astrid Klein e Mark Dytham, da Tóquio Klein Dytham Architecture com o objetivo de utilizar o potencial de um novo espaço experimental de eventos. O objetivo é ter apresentações concisas, mantendo a atenção e gerando um grande volume e variedade de informações. O termo Pecha Kucha teria vindo de um termo japonês relativo a bate-papo.

O site do pechakucha.org é muito legal, informativo e ilustrativo e demonstra serem eventos sobre temas e públicos os mais variados: www.pechakucha.org:

Mais de 800 cidades realizam regularmente seus Pecha Kucha Night, encontros informais e divertidos onde pessoas criativas se reúnem e compartilham suas ideias, trabalhos, pensamentos, fotografias, etc. A proposta original diz respeito a disponibilizar um espaço coletivo, comunitário, onde as pessoas podem mostrar e compartilhar o seu trabalho.

Uma provocação do modelo é sobre onde hoje existe um espaço em que pessoas criativas e propositivas podem apresentar ideias e trabalhos de forma aberta. Boas apresentações Pecha Kucha são aqueles que nos surpreendem, nos cativam, podendo ser de cunho mais pessoal ou público, engraçadas, mas engajadas, sempre como uma caixinha de surpresas.

Assim como quase tudo que eu curto e me envolvo, é mais uma sacada de formato para quem respira auto-organização … um formato onde as pessoas se candidatam, vão lá e fazem acontecer. Afinal, a água ferve por baixo, assim como o grupo TecnoTalks, poucas regras e 100% baseado no coletivo e colaborativo, sem chefia, liderança ou coordenação formal.

pechakucha-g

 

Anúncios

2 Respostas para “Aprendi uma nova vibe de eventos, o “Pecha Kucha”

  1. Adorei! Minha próxima apresentação será pecha-kuchada!

    • Muito legal, ligado no slideshow, a cada 20 vira a página e a gente tem que se puxar … 20 x 20, eu até acho 20 imagens muito, talvez 10 x 20 já passem um recado mais papo reto, direto ao ponto 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s