Spotify é um case 360° de agilidade

Através de sinônimos, analogias, alegorias e muita criatividade, o Spotify utilizou e renomeou métodos e conceitos, para chamar de seu, utilizando como base Scrum, Scrum de Scrum, Kanban, DevOps e Gestão do Conhecimento, atribuindo nomes como Squad, Tribe, Guild, Chapter, … Na falta de um pacote com visão completa do ciclo de vida, transversal, o Spotify fez um patchwork com o que há de melhor em métodos e boas práticas ágeis.

Estou lendo sobre o processo Spotify para desenvolvimento de produtos e serviços digitais, um mix fascinante que instancia e compatibiliza o método Scrum na sua íntegra, escalando com Scrum de Scrum, com gestão visual através de kanban, portfólios e dashboards, DevOps na prática, trazendo operações para dentro do fluxo cotidiano de projetos e manutenção, além de GC a exemplo dos grandes players de tecnologia e inovação.

O sentimento ao analisar o processo de trabalho do Spotify é que o business model deles tinha a meta de estabelecer um processo próprio, baseado em práticas vencedoras, mas sem perder a identidade. Provavelmente a etapa final de um SHU-HA-RI bem executado, inicialmente praticando cada uma, ajustando, acoplando, dando-lhes nome e sobrenome, gerando energia e senso de pertença.

Esta análise foi principalmente baseada no artigo do Paulo Rebelo na InfoQ com o título “Escalando o Agile na Spotify: exemplo de sucesso de Lean Startup, Scrum e Kanban” e na Scrum Alliance com o título de “Scaling Agile Using Spotify’s Framework“, além de um vídeo bem interessante disponível no Youtube e que anexei logo abaixo, com o título “Spotify Engineering Culture part 1 (Agile Enterprise Transition with Scrum and Kanban)“.

Não deixaram Lean Startup e Design Thinking de fora, menos ainda o conceito de Exploration x Exploitation, de Capacidade Absortiva, não só por eventos práticos de GC ou artefatos, mas também com o incentivo a inovação e empreendedorismo em todos os níveis, fazer diferente e melhor, solucionar problemas, surpreender.

Provavelmente se eu pegar meus últimos 30 posts ou 2 palestras, teremos cada um dos ingredientes deste banquete, é absolutamente sensacional, não tem como não ficar contente em saber que minhas percepções não poderiam estar mais certas, apenas no caso do Spotify tenho que ter um DE-PARA ou glossário, como:

T Shaped – Indivíduos, times e organizações, profundidade com amplitude;
Squad – É o nosso time ágeil Scrum ou Kanban, auto-organizado;
Tribo – Um conjunto de Squads juntas por oportunidades de negócio;
Chapter – CoP’s internas às Tribos;
Guild – CoP’s transversais a diferentes Tribos, são organizacionais.

Vale a pena dar uma olhada e refletir um pouco, para mim é impossível não lembrar de vários de nossos clientes, onde entro falando de perfil T, competências pessoais, coletivas, organizacionais e ambientais, base para Scrum e Kanban, que necessitam de GC aplicada através de artefatos como dashboards e portfólios, tanto quanto GU’s e CoP’s intra e inter.

Go Ahead!  \o/

Anúncios

4 Respostas para “Spotify é um case 360° de agilidade

  1. Salve Jorge,

    O case do Spotify realmente é inspirador, já acompanho eles há algum tempo nessa jornada entre um artigo e outro e uma palestra e outra, porém eu tenho uma ressalva recentemente em uma palestra alguém me trouxe a atenção há um ponto, cultura. Para fim realmente esse é um fator de grande impacto na aplicação de métodos ágeis, basta dar uma “googada” em sobre cultura da Suécia, hábitos e etc que parece até que estamos falando de outro mundo, não que eu acredite ser impossível montar um time tão inspirador quanto eles em qualquer parte do mundo, mas que ter os valores que norteiam a sociedade deles já incutidos nas pessoas ajudam,, ohh se ajudam.. na minha humilde opnião..

    E você mestre o que acha?

    Abs,
    Leandro Ribeiro

    • Concordo 100%, não é por acaso que a “revolução” protagonizada pela cultura Lean Toyota aconteceu no Japão. Mesmo contando com nomes como Deming, Juran, … A cultura japonesa foi o substrato necessário para que conceitos como Kaizen, Gemba e auto-organização florescessem além da teoria.

      Estudos de Hofstede, então funcionário IBM, na década de 70 eu acho, realizou exatamente pesquisas tratando da Teoria das Dimensões Culturais em sua influência nas sedes da empresa mundo afora, na cultura nacional onde estavam inseridos.

      Como tudo o mais que eu acredito, não são restrições que inviabilizem a mudança, trata-se de informação, precisamos conhecer Hofstede e outras dezenas de teorias e estudos que curto compartilhar por aqui … Para levar isto tudo em consideração e saber lidar com causas e efeitos, no mestrado o bordão era Sobre os Ombros de Gigantes.

      [ ]

    • Oi, te citei como fonte de inspiração para um post explicando o valor de pesquisas sobre cultura, como a de Hofstede, se quiser que eu altere a citação ou ajuste algo … estou a disposição. Obrigado pela provocação, nunca tinha escrito sobre esta pesquisa sobre cultura, provavelmente a mais conhecida e consistente sobre o tema de cultura nacional e sua influência nas organizações.
      [ ]

      • Salve Jorge,

        Antes de mais nada obrigado por dedicar tempo respondendo, concordo com você realmente a cultura não inviabiliza mas certamente ter uma cultura com valores mais aderentes propicia um terreno fértil para o amadurecimento da cultura ágil.

        Sem problemas quanto à citação, fico contente em saber que a minha provocação (no sentido positivo da palavra) deu um substrato para um novo post.

        Sobre o estudo de “Hofstede” eu não havia ouvido falar certamente vou ir atrás para conhecer aprender um pouco mais.

        Um abraço mestre e até o próximo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s