Reflexão sobre o crescimento do Agile no Governo

A cada ano métodos e técnicas vem sendo incorporados à Toolbox dos governos municipais, estaduais e federais. Por exemplo, desde que aportei na DBServer tive a oportunidade de interagir em cursos, projetos e pilotos ágeis no Serpro, Procergs, Defensoria Pública e Procempa.

Estas oportunidades fizeram com que rapidamente e cada vez mais fossem caindo os estereótipos por terra, porque a cada mês conheci uma maioria absoluta de profissionais dedicados, tanto quanto nas privadas, mas com dificuldades muito além do que estava acostumado, restrições e cada mudança de governo.

A maioria deles paga pelas exceções, gostariam e tentam fazer mais, mas garanto que é difícil além da conta. Meu respeito a mais de 90% dessa galera que se vira nos 30 e não deixa a peteca cair … temos muito a agradecer, é todo um Brasil que o brasileiro comum rotula mas não conhece.

Seminário de Governo

As fotos abaixo foram a preparação para facilitação de um seminário de governo para planejamento transversal entre os secretários e suas pastas, um grupo de pessoas dedicadas a encontrar as ações factíveis, considerando as restrições de uma metrópole do tamanho de Porto Alegre … inspirador!

13996294_1203077386411876_595454664079815392_o

14068313_1203077436411871_2920205405998613097_n

No SERPRO tive a oportunidade de interagir com equipes nos estados do RS, SC, SP, RJ, BA, CE, PE, MG, Brasília, foram 5 meses intensos viajando pelo Brasil, apreciando o quanto diferentes culturas regionais geram equipes com diversas características e especializações diferenciadas. Acima de todos, ficou a admiração por um profissional inspirador, então diretor superintendente Gilberto Paganotto.

Na PROCERGS, inaugurada uma sala dedicada a princípios e técnicas de Design Thinking, além de iniciativas permanentes de adoção e rollout, ressignificação do trabalho e novas práticas em Scrum e Kanban. Pessoas fantásticas, como a Fernanda, Helon, James, recentemente a Karen, entre tantos.

Na Defensoria Pública do Estado do RS, um amor indescritível pelo bem que geram, pela busca de soluções e ferramentas que potencializem mais e melhor atendimentos, pessoas queridas e profissionais incríveis, a Dra Larissa, Rivaldo, Mirian, Matheus, Dra Fernanda e muitos outros.

Na PROCEMPA, uma empresa inteira com a missão de adoção de metodologias ágeis, desenvolvimento, operações, compras, planejamento estratégico, NOC, RH, todas as áreas da empresa buscando alternativas, adotando restrospectivas, quadros táticos, enxugamento e otimização de processos e fluxos de trabalho.

Universidades corporativas

Todas elas contendo com o conceito de universidades ou escolas corporativas, contando com programas de gestão do conhecimento, algumas com vários anos de boas práticas, outras com experiência mais recente. Trilhas de cursos, eventos, compartilhamento, comunidades de conhecimento e de práticas.

Um instrumento de alto valor agregado, mas praticamente inexistente na maioria das empresas que possuem porte para tê-las, uma estrutura que usualmente é muito enxuta, composto por algumas pessoas, normalmente relacionadas a área de pessoas (RH), mas que dedica-se a organização, moderação ou mesmo mediação de necessidades, iniciativas, disponibilização e monitoramento de resultados.

Projetos / Scrum

Técnicas de elicitação visual, mapeando com postits nas paredes, usando quadros brancos, gerando listas de endereçamentos e próximos passos, terceiros. Técnicas de abstração como Jornada do Usuário, User Story Mapping, usando diferentes mapas conceituais, também conhecidos como mapas mentais.

Entendimento e prática SCRUM é o mais comum, não a toa a maioria absoluta de praticantes de Agile mundo afora usam este framework. Um método estável, que permite a qualquer empresa uma transição sem rupturas, a qualquer equipe uma prática, experimentação e resultados evolutivos, significativos desde o início.

DevOps e Operações ágeis

Alguns dos cases mais interessantes e interessados no uso de agilidade nas áreas de operações (infraestrutura), são neste órgãos. Não falo de integração contínua, isso já virou imposição para produtividade, virou mínimo, mas falo de gestão visual, ciclos kanban semanais ou quinzenais, com retrospectivas ao final de cada ciclo.

Influência e exemplo

Certa vez perguntei a um diretor o porque da percepção de necessidade e certa urgência na ressignificação de entendimento e uso de metodologias ágeis, ele respondeu que havia dois motivos igualmente sintomáticos e que percebi serem os mesmos em todos que eu passei:

  • O orçamento havia reduzido significativamente, mesmo assim os projetos e soluções urgem, teriam que fazer mais com menos, com menos desperdício, com melhores resultados, mais efetivos;
  • Em todas, recentemente, tiveram entre 100 e várias centenas de concursados chamados, muitos destes profissionais que já praticavam métodos ágeis antes disso e influenciavam esta guinada.

Não que métodos ágeis já não viessem sendo praticados antes de 2014, em todas elas haviam muitas iniciativas e história, com resultados, mesmo assim buscando apoio de profissionais com outras vivências, percepções, experiências.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s