Incremento fundamental ao Business Model You

No último TecnoTalks tivemos três dias de debate sobre planejamento de carreiras, no transcorrer desta pequena maratona com ampla cobertura via Face Live e posts, tive um insight sobre o fundo de cena para construção de um Business Model You. É só pegar uma folha A3 e usar na vertical ou uma A2.

É preciso esclarecer algumas coisas para nós mesmos, na maioria das vezes é a primeira vez que materializamos três informações fundamentais para um bom planejamento – Porque não elencar a essência de nossos Sonhos para o futuro, o CHA que possuímos como trunfo e Bruxos em quem nos inspiramos.

Se preferir um warmup de aquecimento, use SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) ou Johari (como você se vê e como o mundo vê você) ou sua matriz de CHAx5 para alinhar sua auto-imagem com seus conhecimentos.  Mas a proposta de incremento ao canvas conforme abaixo é exatamente para aquecer nossas sinapses e facilitar o mapeamento.

mapa-pessoal

Antes de começar, aqueça sua sinapses, contextualize sonhos, CHA e bruxos:

  • Sonhos, onde você quer estar daqui a 2,5 anos, 5 e 10. Quais seus planos, desejos mais profundos. Diga em postits os seus sonhos para o futuro, da esquerda para a direita como uma linha de tempo;
  • É importante colocar aqueles postits de CHA que lhe destacam, quer em conhecimento, habilidades, atitudes, know-how ou expertise, quanti ou qualitativamente, suas competências essenciais;
  • Quem lhe inspira e porque, em quem se espelha, com quem você deveria interagir mais, presencial ou remotamente. Exponha junto o porque, quais características tornam eles seus bruxo.

De posse destas informações é possível auto-conhecer-se melhor, depois destas reflexões sobre sonhos, armas e espelho futuro, fica mais fácil desenhar onde queremos trabalhar, qual valor agregar, canais, relacionamento e tudo o mais. Lembre que os postits são mais relevantes quanto mais para cima (vertical) e mais para a esquerda (horizontal):

Cliente – Qual a empresa que está na sua alça de mira? Onde quer trabalhar? pode ser a atual ou outra, se preferir pode ser o segmento, mas eu recomendo materializar, empresa, depto, cargo, assumir que é preciso escolher de forma realista. Assim é possível correr atrás, marcar um almoço com alguém de lá, conhecer melhor, entender e trabalhar para estar apto a se candidatar;

Valor – Qual o valor que o diferencia, especialmente para chegar onde quer chegar, porque aquela empresa dos sonhos te contrataria para aquele cargo dos sonhos? Qual o valor que ela busca e quais você oferece. Seja realista, use cores e celos para o que é desejo ou é fato. Assim fica mais fácil validar esta necessidade para criar planos de ação, qualificação, cursos, eventos, certificações, etc;

Canais – Como aquela empresa, que busca aquele valor, chega em você? Como você se candidata, como anda sua página no LinkedIn, busque recomendações, ilustre com projetos, sucessos e aprendizados. Se você não fizer nada claro para que esta contratação aconteça, como imagina que vai acontecer? Carreira diz respeito a esforço pessoal, mesmo usando de networking ou sorte, é pessoal;

Relacionamento – Como você interage com o mercado, como se expõe para mostrar que você é o cara, como compartilha seus conhecimentos, como adquiri novos, como garante um crescimento constante de seu networking. Aliás, só crescer o networking é pouco, ele precisa ser ativo, interativo, mantenha ele vivo, mesmo quando não precisa dele, senão quando precisar não vai ter;

Matriz de receita – Como, quando, quanto, … Parece desnecessário, mas seus sonhos, planos pessoais, desejos, possuem um custo que precisará ser quitado recorrentemente. Não deixe a vida lhe levar, planeje-se, sonhe, porque assim é mais provável que manterá no radar suas decisões e engajamento;

Recursos – Quais recursos necessita para que seus planos se potencializem e viabilizem-se, levando em conta valor e custo x benefício, pode haver aqui diferentes recursos físicos, móveis ou imóveis, produtos ou serviços;

Atividades – Como atividades chave temos aquele planejamento de ações que não podes deixar de realizar periodicamente, como estudo, eventos, interação, cursos, língua estrangeira, ativação de seu networking, entre outras tantas;

Parceiros – Afinal, quem são seus parceiros de viagem, quer por semelhanças, por esforço, por objetivos comuns, por vínculos, por apoio em qualquer direção, com quem voc~e pode contar, quer pessoa física ou jurídica. Networking é a chave, o uso interessado e responsável, dirigido, é o caminho!

Matriz de custos – Pelos mesmos motivos da matriz de receita, seus recursos tendem a ser finitos e é importante saber quais são as prioridades, quais estão ativos, quais aguardando, ao materializar fica mais fácil administrar.

Como toda mudança, de início é bom manter exposta para que você a veja, tempo suficiente para ser internalizada, depois o usual é fotografar, talvez digitalizar … o mais importante não é o Canvas, mas o auto-conhecimento e planejamento que ele proporciona \o/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s